Ou, por favor, me deixe ir.

Q ᴜ ᴇ ᴇ ɴ ♥

A gente não dá certo, não dá errado, não dá em nada… Mas rezo para que um dia a gente dê em alguma coisa.”

– Thiara Macedo

Cá estou eu escrevendo sobre você novamente, só para não perder o costume. Só queria dizer que estou com saudades de você. Saudades de ter alguma conversa de verdade com você. E essa saudade vai me matando aos poucos. Porquê, você me faz muito bem, mas me faz muito mal ao mesmo tempo. E eu sempre te digo isso, pelo menos na forma mais indireta possível, através de todas estas cartas. Mas você não liga. Eu só me pergunto o por que de todas estas coisas serem tão complicadas. Quero dizer, já não basta a vida ser tão complicada, você precisa aparecer para dificultar um pouquinho mais, não é? A minha única vontade é de gritar, tirar tudo isso que está entalado na minha garganta, te perguntar o que realmente você quer de mim. 

Mas eu não conseguiria fazer isso. Não conseguiria ao menos dizer metade das coisas que estão rodeando na minha mente. E, para piorar a situação, provavelmente este será só mais um dos milhões de textos que escrevi para você, e que você nunca saberá da existência.

Mas, ai, como você consegue fazer isso comigo? Eu fico esperando uma única mensagem sua o dia inteiro, e quando eu finalmente recebo, parece que meu coração vai sair pela boca, eu começo a tremer e acontecem todos aqueles sintomas bizarros que minhas amigas insistem que é de amor. Não é amor, não é paixão, não é atração, e muito menos uma parada legal. Mas é só eu ler algum desses romancezinhos melodramáticos, ou ver algum filminho para adolescentes, que o personagem principal me lembra você. É uma merda.

E você não me ajuda em nada. Eu só queria que minha vida fosse mais fácil do que um problema de matemática, mas a única coisa que sei é que você é a incógnita da equação. E, ai, como você me deixa louca. Você nem é tão gostável assim, mas eu ainda gosto tanto de você!

Um dia, consegue ser a pessoa mais fofa do planeta. No outro, é um ogro, com todo aquele monólogo. Minutos se tornam horas e eu continuo esperando, encarando o celular. Eu não quero perder-te mas não posso segurar para sempre, estou cansada de todos esses casos de amor onde ninguém liga o suficiente pra mim. Então me dê o seu tudo ou não me dê coisa alguma. Desista de mim ou me mantenha. O que quer que esteja sentindo, eu preciso saber. 

Eu vou fingir estar bem, mas eu estou prestes a quebrar. Me puxe para perto agora, ou por favor me deixe ir.

Pelo amor de Deus, só preciso de uma resposta.

Ou, por favor, me deixe ir.

Anúncios

Falling Fast

Untill you fall for him

Eu não sei nada sobre relacionamentos, e não sei nada sobre o amor. Eu só sei que, tudo o que eu mais quero no mundo, é continuar conversando com você. Eu quero saber como foi seu dia, onde você quer comer e eu quero discutir com você. E eu quero que você escute todas as minhas teorias, mesmo que você pense que elas estão, você sabe, erradas. E eu sei que isso tudo não é tão simples. Eu só acho que – não, eu tenho completa certeza de que, se você quiser continuar com essa conversa comigo, nós podemos descobrir o resto.

A verdade é que eu não sei o que estou sentindo. E o pior é que eu simplesmente não consigo largar isso. Talvez eu esteja me apaixonando muito rápido. Eu só espero que isso dê certo, espero que você esteja sentindo o mesmo. O pior é que tudo o que estou querendo dizer, sai como um clichê desgastado.

Eu nunca imaginaria que, algum dia, eu me apaixonaria por você. Eu amo o som da sua risada, quando você joga sua cabeça para trás como uma criancinha. Você é um tipo de droga da qual preciso, o tipo que poderia escolher. Oh, nós podemos ficar melhor do que estamos. Amo o cheiro do seu perfume, e do jeito que fico zonza só de sentir o aroma. Aquele sinto em todo canto, pois parece que está grudado na minha memória. Também amo quando você me encara, por mais que eu morra de vergonha e fico super vermelha, como você sabe que fico. Mas eu amo, porquê quando eu abaixo a cabeça, vejo você sorrindo divertido. E meu coração dispara. Adoro quando você tenta procurar um assunto para falar comigo, até porque eu sei que sou péssima para começar uma conversa, ainda mais com você. Além do mais, antes de te conhecer, eu nunca soube o que era olhar para alguém e sorrir sem um motivo exato.

Eu realmente espero entender tudo isso que você me faz sentir. Ainda estou tentando compreender como uma pessoa pode me fazer tão bem e tão mal ao mesmo tempo. E como estar num nível maior que amizade, mas muito menor do que qualquer relacionamento. Se é que isso realmente existe, ou são apenas essas histórias que costumo criar na minha mente.

Sinceramente, tudo o que eu mais quero, é que você me explique o que está passando na minha cabeça. Mesmo que não explique com palavras.

I’m trying not to think about you

Flickr: Galeria de Joana Rosa Bragança
Eu tenho passado os últimos meses pensando que tudo o que o amor faz é quebrar, queimar e acabar. Mas de repente você apareceu na minha vida, me mostrou que as coisas podem ser diferentes se forem feitas com a pessoa certa. Para ser sincera, eu não consigo entender o que está passando pela minha cabeça neste exato momento, só tenho certeza que você nunca sai daqui. Se eu soubesse, que iria gostar de você assim, teria andado mais rápido, abaixado a cabeça, olhado de lado. Estou te escrevendo porque não consigo tirar você da cabeça. Eu não sei mais o que fazer, porque pela primeira vez me pego pensando em alguém que não me faz sofrer, e talvez seja isso que me deixa tão confusa.
Nunca alguém riu das minhas piadas idiotas como você faz, eu nunca me sinto a vontade em dizer minhas teorias ridículas sobre o mundo como eu me sinto com você, nunca alguém escolheu as palavras mais corretas para me fazer sentir melhor, como você escolhe. E isso é bizarro, porque você é totalmente o contrário do tipo de garoto com quem eu costumo pensar dessa forma. E eu digo nos requisitos de comportamento, nunca alguém me tratou tão bem assim. O que me faz ter medo da ilusão, pois você sabe o que dizem, ilusões são profundas e enganosas feito o mar.
Mas sabe de uma coisa? Desde o começo eu percebi algo diferente, mas o caso é que eu nunca soube lidar com este tipo de coisa, então você realmente precisará de mais um pouco de paciência comigo.
“Não sei, de verdade, o que eu estava sentindo. Era uma mistura de afeto, carinho, e ao mesmo tempo eu queria distância. Me fazia bem e mal conversar com ele, sabe? Ao mesmo tempo que eu me sentia protegida, eu tinha a impressão que aquilo não era real, que podia ser uma ilusão da minha cabeça. Talvez fosse, mas o apego era tão grande, que eu preferia não acreditar nisso.”