Ou, por favor, me deixe ir.

Q ᴜ ᴇ ᴇ ɴ ♥

A gente não dá certo, não dá errado, não dá em nada… Mas rezo para que um dia a gente dê em alguma coisa.”

– Thiara Macedo

Cá estou eu escrevendo sobre você novamente, só para não perder o costume. Só queria dizer que estou com saudades de você. Saudades de ter alguma conversa de verdade com você. E essa saudade vai me matando aos poucos. Porquê, você me faz muito bem, mas me faz muito mal ao mesmo tempo. E eu sempre te digo isso, pelo menos na forma mais indireta possível, através de todas estas cartas. Mas você não liga. Eu só me pergunto o por que de todas estas coisas serem tão complicadas. Quero dizer, já não basta a vida ser tão complicada, você precisa aparecer para dificultar um pouquinho mais, não é? A minha única vontade é de gritar, tirar tudo isso que está entalado na minha garganta, te perguntar o que realmente você quer de mim. 

Mas eu não conseguiria fazer isso. Não conseguiria ao menos dizer metade das coisas que estão rodeando na minha mente. E, para piorar a situação, provavelmente este será só mais um dos milhões de textos que escrevi para você, e que você nunca saberá da existência.

Mas, ai, como você consegue fazer isso comigo? Eu fico esperando uma única mensagem sua o dia inteiro, e quando eu finalmente recebo, parece que meu coração vai sair pela boca, eu começo a tremer e acontecem todos aqueles sintomas bizarros que minhas amigas insistem que é de amor. Não é amor, não é paixão, não é atração, e muito menos uma parada legal. Mas é só eu ler algum desses romancezinhos melodramáticos, ou ver algum filminho para adolescentes, que o personagem principal me lembra você. É uma merda.

E você não me ajuda em nada. Eu só queria que minha vida fosse mais fácil do que um problema de matemática, mas a única coisa que sei é que você é a incógnita da equação. E, ai, como você me deixa louca. Você nem é tão gostável assim, mas eu ainda gosto tanto de você!

Um dia, consegue ser a pessoa mais fofa do planeta. No outro, é um ogro, com todo aquele monólogo. Minutos se tornam horas e eu continuo esperando, encarando o celular. Eu não quero perder-te mas não posso segurar para sempre, estou cansada de todos esses casos de amor onde ninguém liga o suficiente pra mim. Então me dê o seu tudo ou não me dê coisa alguma. Desista de mim ou me mantenha. O que quer que esteja sentindo, eu preciso saber. 

Eu vou fingir estar bem, mas eu estou prestes a quebrar. Me puxe para perto agora, ou por favor me deixe ir.

Pelo amor de Deus, só preciso de uma resposta.

Ou, por favor, me deixe ir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s